Justiça decreta prisão de ex-marido da mulher que caiu de prédio

    Compartilhe
    avatar
    ZeuS
    Administrador
    Administrador

    Número de Mensagens : 92
    Data de inscrição : 02/09/2008

    Justiça decreta prisão de ex-marido da mulher que caiu de prédio

    Mensagem por ZeuS em Qui Nov 20, 2008 3:10 am

      Justiça decreta prisão de ex-marido da mulher que caiu de prédio
      Filho do casal, de 6 anos, também caiu do 3º andar, mas sobreviveu.
      Ex-marido não havia se apresentado à polícia até o início da noite.



      A Justiça decretou na noite desta quarta-feira ( 19 ) a prisão temporária do ex-marido da operadora de caixa Andréia Cristina Nóbrega Bezerra, de 31 anos. Ela morreu no início da noite de terça-feira ( 18 ) depois de cair do terceiro andar de um prédio em Guarulhos, na Grande São Paulo. O filho do casal, de 6 anos, sobreviveu a queda do mesmo andar. O ex-marido, que é músico, não havia se apresentado à polícia até o início desta noite e já era considerado foragido.

      Veja o site do SPTV

      O corpo da operadora de caixa foi enterrado no fim desta tarde. O menino fraturou o maxilar e não corre risco de morrer. A criança está internada na Santa Casa de São Paulo, na região central, e os médicos ainda vão decidir se ela será operada.


      Testemunhas disseram que a mulher e o filho subiram para o apartamento acompanhados do músico. Câmeras de segurança mostram o que aconteceu depois. Andréia caiu do terceiro andar e morreu na hora. Pessoas que passavam pelo local tentaram socorrer o menino que ficou no parapeito. Ao mesmo tempo, um homem de casaco preto e calça jeans deixava o prédio.

      Ao ser socorrido, o menino contou à tia o que teria acontecido no apartamento. “Ele saiu falando ‘meu pai queria nos matar, eu e minha mãe’. Falou que ele estava com uma faca”, contou Daiane Cristina Nascimento, irmã de Andréia.

      Ocorrências

      Segundo a polícia, Andréia registrou duas ocorrências contra o ex-marido em janeiro deste ano: a primeira por dano e injúria, porque ele teria xingado a vítima e quebrado o apartamento dela, e a segunda de violência doméstica. O terceiro boletim é de março de 2007, por ameaça.

      Os vizinhos teriam dito à polícia, em conversa informal, que ouviram uma discussão vinda do apartamento por volta das 16h30 de terça-feira ( 18 ). Em princípio, a polícia descarta a possibilidade de ter ocorrido uma queda acidental.

      Para o delegado Cristiano Macedo Engel, do 2º Distrito Policial de Guarulhos, o ex-marido “é o suspeito número um”. “Ele estava no apartamento. Houve uma discussão e os móveis da casa estavam desarrumados, dando a impressão de que houve luta”, afirmou.


    _________________



      Data/hora atual: Sex Nov 17, 2017 10:16 pm